Blog Havaianas

Correr por la playa

Correr na praia: benefícios e conselhos 

Agora que o bom tempo parece ter chegado para ficar, a praia passará a ser um contexto muito mais apetecível. Encher-se-á de guarda-sóis, chinelos, toalhas e sandálias, bem como de gente a fazer todo o tipo de atividades enquanto usufruem de um ambiente único.

E isso inclui muitos runners, que contam com a possibilidade de transferir o seu treino para um ambiente tão natural como gratificante.

Agora, até que ponto é adequado treinar na praia? É uma atividade benéfica ou, pelo contrário, acarreta perigos para a nossa saúde? Neste artigo responderemos a essas e ainda a outras perguntas com o fim de informar-te dos prós e contras de correr na praia

Desta forma, se decidires adicionar as corridas na praia à tua rotina, poderás fazê-lo com conhecimento de causa. 

Benefícios de correr na areia

Sim. Correr na praia pode trazer múltiplos benefícios para o nosso organismo. Embora, como qualquer outro treino, também tenha as suas contraindicações. E, no final, dependerá sempre de quem realiza a atividade e de como a realiza para poder afirmar se se trata de um exercício benéfico ou, pelo contrário, prejudicial para a saúde. 

Entre as vantagens mais evidentes de correr na areia, destacamos as seguintes:

  • Correr na areia permite-nos trabalhar com maior intensidade. Tanto as condições características da própria areia como os desníveis que origina fazem com que o treino seja muito mais intenso do que se o realizássemos no asfalto.
  • As condições mais exigentes deste meio provocam uma melhoria da potência muscular.
  •  Graças ao maior grau de humidade devido à presença do mar, a respiração melhorará substancialmente o que resultará numa maior concentração de oxigénio no sangue.
  • A praia é um ambiente do mais relaxante que existe, pelo que, a nível psicológico, a praia é um ambiente ideal para correr. Quando terminares a tua corrida poderás mergulhar na água e usufruir de uma sensação que não tem preço.

Contraindicações de correr na praia

Como poderás verificar em seguida, os problemas derivados de correr na praia relacionam-se diretamente com os benefícios que podemos obter se tomarmos este meio como pista de treino. Tudo vai depender da preparação do utilizador e da sua própria saúde.

  • As condições particulares do terreno, com desníveis, irregular e, obviamente, arenoso, provocam desníveis na anca e falta de simetria no nosso corpo, obrigando-nos a correr numa postura inadequada que pode causar uma lesão.
  • As temperaturas elevadas, relacionadas com a sazonalidade e o excesso de humidade que encontramos ao correr na areia favorecem a desidratação, com as implicações que isto pode ter. Do mesmo modo que a elevada exposição solar pode refletir-se em queimaduras solares ou outro tipo de problemas de pele.
  • E, em particular, se tiveste uma lesão recentemente, correr na areia poderia fazê-la reaparecer ou, inclusive, agravá-la. Tem em conta que tanto os ossos como os tendões e articulações estarão submetidos a condições mais duras do que as que podem apresentar-se numa corrida sobre asfalto. 

Se não estiveres em condições de correr, podes sempre pegar nuns chinelos para homem ou nuns chinelos confortáveis para mulher e dar um passeio relaxante à beira-mar.

4 Conselhos e recomendações para fazer exercício na areia

 

Vendo como se relacionam os pontos a favor e contra de correr na praia, possivelmente o mais adequado será definir as condições idóneas para realizar esta atividade de um modo saudável e, sobretudo, seguro.

1- Melhor com calçado

Seguramente, já viste muitas pessoas a correr descalças na praia. Na realidade, desta forma trabalha-se muito melhor os quadricípites, gémeos e tornozelos. Mas não deixa de acarretar bastantes riscos para a nossa saúde.

Usualmente, estamos acostumados a correr com sapatilhas, as quais, graças ao seu amortecimento, geram um efeito de ressalto que permite que as passadas sejam mais orgânicas e exijam menos esforço.

Os nossos músculos estão acostumados, precisamente, a trabalhar com esse grau de esforço. Ao não usar sapatilhas, estaríamos a aumentá-lo de repente

A não ser que já tenhamos uma ampla experiência em corridas na praia, o ideal é correr com sapatilhas a fim de evitar lesões, para além de possíveis feridas causadas por vidros ou diferentes elementos que possam existir na areia. 

Poderás sempre fazer um compartimento no teu saco da praia para levar as tuas sapatilhas de desporto

2- Corre na parte húmida

Dentro do facto de que é mais complicado correr na areia do que no asfalto, também é importante indicar que não é igual correr na areia húmida e na seca. 

A areia húmida forma uma superfície muito mais compacta e plana, ajudando-nos a evitar lesões. Pensa que quando corres na areia seca estás a pisar continuamente desníveis que podem provocar sobre-esforços musculares, bem como entorses que podem causar uma lesão.

3- Trabalho de força em vez de resistência

As condições que a praia apresenta são ideais para realizar trabalhos de força. Como referimos, trata-se de uma superfície muito mais exigente do que o asfalto pode ser. E isto significa uma grande oportunidade para trabalhar a força dos nossos músculos, mas não a resistência. 

Submeter os nossos músculos e articulações a essa situação de forma contínua causar-nos-á, muito provavelmente, uma lesão, quer seja através de uma entorse, sobre-esforço muscular ou do impacto nas nossas articulações, as quais sofrerão um maior desgaste.

Por isso, o ideal é realizar um treino mais centrado no aumento da potência, através de corridas curtas que podes alternar com breves marchas. Se estiveres a pensar que queres correr para queimar calorias e não a pensar em ganhar força, deixa-me dizer-te que o simples facto de correr na praia gera um gasto calórico de entre 2 e 2,5 vezes superior ao associado à corrida no asfalto. 

Isto traduz-se em que, se correres na areia, precisas de fazê-lo durante metade do tempo para queimar as mesmas calorias em comparação aos teus treinos habituais. 

4- Tem em conta as condições climatológicas 

Correr na praia associa-se ao verão. E o verão associa-se ao sol e ao calor. Tendo em conta que correr implica um enorme gasto de energia e uma perda substancial de água do nosso corpo, o ideal será fazê-lo durante as horas em que o sol esteja mais baixo, a fim de evitar uma insolação ou desidratação.

Do mesmo modo, deves lembrar-te sempre de pôr protetor solar, dado que embora possa parecer que o sol queima menos a determinadas horas, a verdade é que a incidência dos raios UV se mantém, mesmo quando o céu está nublado.

 Se além disso tivermos em conta os reflexos do mar e da areia, podemos dizer que este é o meio ideal para sofrer uma queimadura mesmo quando só se vir o sol.

Além do protetor solar, independentemente de se vais correr ou não na praia, é sempre boa ideia levar também uns óculos de sol e um chapéu.

Também não te esqueças de espreitar os acessórios da Havaianas. Usufrui da praia sem renunciar ao teu estilo.

Comentarios

O seu endereço de email não será publicado.

Havaianas Top

17,99 €

Havaianas Brasil Logo

25,99 €

Havaianas Slim

26,99 €

Havaianas Flash Urban

21,99 €